28 de out de 2008

Black Sabbath - Black Mass [EP]

Esse é um EP do Black Sabbath que foi lançado em 1999. Ele traz gravações sensacionais, retiradas de um programa da televisão alemã em 1970. Vale muito a pena conferir!
Eu, particularmente, acho essas versões até mais legais do que as originais.
Black Sabbath

Faixas 2 e 4 - Ao vivo no ‘Beat Club’ - TV Alemã, 25/05/1970.


Gravadas ao vivo no estúdio, no agora lendário estúdio da Radio Bremen em 25 de maio de 1970, essa sessão foi ao ar no Episódio #55 do Beat Club em 30 de maio. É um dos, se não o primeiro registro em vídeo da banda tocando ao vivo. Essa versão da "Black Sabbath" começa com a mesma intro de chuva e sinos de igreja que abre o primeiro álbum. É uma versão mais lenta, primitiva e de progressão laboriosa, e também é bem crua e agressiva. A moral é ver qual é a dessa gurizada no começo da carreira deles!
Em seguida eles trazem uma animada versão da música "Blue Suede Shoes", de Carl Perkins, com uma intensidade em completo contraste com a música anterior. Essa é a única versão gravada do Sabbath tocando esse som. A banda não tinha a intensão de que essa "passagem" fosse gravada/ao ar, mas os produtores acharam que valeria a pena.

Faixas 1 e 3 - Ao vivo no ‘Beat Club’ - TV Alemã, 26/09/1970.

Essas faixas foram retiradas do áudio da segunda aparição deles no programa Beat Club, no Episódio #59. Isso foi logo após o lançamento do álbum Paranoid. O Sabbath tocou nesse programa com equipamento alugado, fazendo com que muitos pensassem que a banda realmente usasse amplificadores Orange. É justamente esse um dos motivos pelos quais o timbre da banda tá meio diferente. Algumas pessoas não gostam desse EP por causa disso, já no meu caso, é o contrário!

Note¹: Na "Iron Man" o Ozzy erra totalmente os dois primeiros versos e acaba invertendo e re-usando algumas linhas anteriores da música.
Note²: Na versão original também se encontra disponível o material visual da banda tocando as respectivas músicas.

Black Mass

Black Mass - 1999

01. Paranoid
02. Black Sabbath
03. Iron Man
04. Blue Suede Shoes (Carl Perkins cover)

24 de out de 2008

Mammatus - The Coast Explodes

Mammatus

Para conferir outras postagens relacionadas à banda, clique na imagem.


The Coast Explodes

2007 - The Coast Explodes

1. Dragon of the Deep Part Three (Excellent Swordfight)
2. Pierce the Darkness
3. The Changing Wind
4. The Coast Explodes

23 de out de 2008

EyeHateGod & 13 - Split '94


Não vou fazer maiores apresentações das bandas, visto que elas já foram postadas aqui anteriormente. 
Portanto quem quiser conferir mais: 

Esse é um Split lançado em 1994. 
Em 1995 as duas bandas chegaram a lançar outro split juntas, mas assim como os outros releases do 13, é muito difícil de se encontrar pela internet.
Serving Time in the Middle of Nowhere fez parte da trilha sonora do filme Gummo.
Como prometido: o Split.


Split 1994

Split - 1994

01. 13 - Whore
02. EyeHateGod - Serving Time in the Middle of Nowhere
03. EyeHateGod - Lack of Almost Everything

EyeHateGod [ Site oficial | MySpace | Last.fm | Metal-Archives | Doom-Metal.com ]

Valkyrie - Man of Two Visions


O Valkyrie é uma banda norte-americana formada em 2002. Não é uma banda da qual se ouve falar muito por aqui, ainda que conte com integrantes de bandas mais renomadas no estilo como o Baroness, e ex-membros que já tiveram passagem pelo Pentagram, Spirit Caravan, entre outras... 
O estilo predominante é um Stoner/Doom carregado, com influências do Heavy Tradicional, seguindo a tradicional linha Sabbathiana. É uma daquelas bandas que muita gente não teria acesso, por isso está sendo postada aqui antes mesmo de algum dos pedidos da Shoutbox. 

Man of Two Visions é o segundo e mais recente lançamento da banda. Como já dito anteriormente, segue uma linha Sabbathiana, assim como bandas já postadas aqui, tendo o Sahg como maior exemplo. Altamente indicado!


Man of Two Visions

Man of Two Visions - 2008

01. Running Out
02. Dawntide's Breeze
03. Green Hilander
04. Apocalypse Unsealed
05. False Dreams
06. The Gorge
07. Man of Two Visions


22 de out de 2008

Crowbar - Discografia

O Crowbar começou suas atividades por 1989, em NOLA (New Orleans), fazendo um som extremamente pesado e lento, com um vocal único. O primeiro álbum “Obedience Through Suffering” foi lançado em 1991, mas falhou em adquirir notoriedade. Por 1993, Phil Anselmo (Pantera, Superjoint Ritual, Down, entre outras...) produziu o self-titled Crowbar, que estourou nas paradas da MTV (no tempo em que essa bosta ainda era 'decente') e tal. Phil também fez backing vocal em algumas faixas.

Obedience Thru Suffering

1991 - Obedience Thru Suffering

1. Waiting in Silence
2. I Despise
3. A Breed Apart
4. Obedience Thru Suffering
5. Vacuum
6. 4 Walls
7. Subversion
8. Feeding Fear
9. My Agony
10. The Innocent


Crowbar

1993 - Crowbar

1. High Rate Extinction
2. All I Had (I Gave)
3. Will That Never Dies
4. Fixation
5. No Quarter (Led Zeppelin cover)
6. Self-Inflicted
7. Negative Pollution
8. Existence Is Punishment
9. Holding Nothing
10. I Have Failed

Time Heals Nothing

1995 - Time Heals Nothing

1. The Only Factor
2. No More Can We Crawl
3. Time Heals Nothing
4. Leave It Behind
5. Through a Wall of Tears
6. Lack of Tolerance
7. Still I Reach
8. Embracing Emptiness
9. A Perpetual Need
10. Numb Sensitive

Broken Glass

1996 - Broken Glass

1. Conquering
2. Like Broken Glass
3. (Can't) Turn Away from Dying
4. Wrath of Time Be Judgement
5. Nothing
6. Burn Your World
7. I Am Forever
8. Above, Below and Inbetween
9. You Now (I'll Live Again)
10. Reborn Thru Me

Odd Fellows Rest

1998 - Odd Fellows Rest

1. Intro
2. Planets Collide
3. ...and Suffer as One
4. 1,000 Years Internal War
5. To Carry the Load
6. December's Spawn
7. It's All in the Gravity
8. Behind the Black Horizon
9. New Man Born
10. Scattered Pieces Lay
11. Odd Fellows Rest
12. On Frozen Ground

Equilibrium

2000 - Equilibrium

1. I Feel the Burning Sun
2. Equilibrium
3. Glass Full of Liquid Pain
4. Command of Myself
5. Down into the Rotting Earth
6. To Touch the Hand of God
7. Uncovering
8. Buried Once Again
9. Things You Can't Understand
10. Euphoria Minus One
11. Dream Weaver (Gary Wright cover)

Há quase três minutos de silêncio depois da última faixa, seguidos de uma versão à capela da "In-A-Gadda-Da-Vida" do Iron Butterfly.

Sonic Excess In Its Purest Form

2001 - Sonic Excess In Its Purest Form

1. The Lasting Dose
2. To Build a Mountain
3. Thru the Ashes (I've Watched You Burn)
4. Awakening
5. Repulsion in Its Splendid Beauty
6. Counting Daze
7. In Times of Sorrow
8. It Pours from Me
9. Suffering Brings Wisdom
10. Failure to Delay Gratification
11. Empty Room

Lifesblood for the Downtrodden

2005 - Lifesblood for the Downtrodden

1. New Dawn
2. Slave No More
3. Angels Wings
4. Coming Down
5. Fall Back to Zero
6. Underworld
7. Dead Sun
8. Holding Something
9. Moon
10. The Violent Reaction
11. Lifesblood

21 de out de 2008

The Parlor Mob - And You Were a Crow


Mais um pedido sendo atendido aqui...
O The Parlor Mob iniciou suas atividades em 2004 -quando ainda se chamava What About Frank?- no interior de Nova Jersey. Recebeu por mais de uma vez o prêmio de música de Absury por melhor performance ao vivo.
É uma banda que não pode ser definida exatamente como Stoner Rock, embora esse seja o seu estilo mais latente. A influência do Rock n' Roll das décadas de 60 e 70, com o peso e 'descompromisso' do garage rock, e uma linha de baixo altamente influenciada pelo Black Sabbath resultou nesse que é um dos discos mais legais do ano.

And You Were a Crow é o debut da banda, pelo menos com o nome novo. Como já foi dito anteriormente, uma mistura de estilos, ainda que predominantemente Stoner, para agradar os fãs de Wolfmother (banda que já foi postada por aqui). 
Destaque para as linhas de vocal, que em algumas vezes chegam a lembrar até mesmo bandas inusitadas como o Rage Against the Machine, ainda que a sonoridade das bandas não seja nada similar.  
Enfim, Stoner Rock para fãs de Stoner Rock!


And You Were a Crow

And You Were a Crow - 2008

01. Hard Times
02. Dead Wrong
03. Everything You're Breathing For
04. The Kids
05. When I Was An Orphan
06. Angry Young Girl
07. Carnival of Crows
08. Real Hard Headed
09. Tide of Tears
10. My Favorite Heart to Break
11. Bullet
12. Can't Keep No Good Boy Down


Osb: Tem alguma banda que tu quer ver por aqui? Poste na nossa Shoutbox que tentaremos providenciar!

PS: Is there any band that you want to see posted here? Post in our Shoutbox and we'll try to post it!

Abramis Brama - Nothing Changes


Mais um da série: Tu pede e o Stonerhenge atende!
O Abramis Brama é uma banda de Stoner formada na Suécia, no final da década passada. A banda logo se tornou conhecida por lançar discos com letras em sueco, o que era algo original no estilo, que com a grande predominância de bandas californianas sempre costumou usar o inglês como língua principal.
Em sua formação já passaram bateristas que também tocam em bandas como Witchcraft e Grand Magus, também renomadas no estilo.

Nothing Changes é o terceiro disco de estúdio da banda, que compila algumas músicas antigas lançadas nos dois primeiros discos, porém cantadas em inglês. Em breve devo publicar algo da fase 'sueca' da banda, mas podem ter certeza de que as melhores músicas encontram-se aqui.


Nothing Changes

Nothing Changes - 2003

01. Abramis Brama
02. Know You're Lying
03. Just Like Me
04. Anticlockwise Man
05. All is Black
06. Nothing Changes
07. Promises
08. Never Leaving My Mind
09. Parts of My Mind (Still Remains Untouched)


18 de out de 2008

Bongzilla - Gateway

O Bongzilla é mais uma das clássicas bandas americanas que seguem à risca o lema "Stoner music for stoned people". Em sua formação conta com membros de bandas já postadas aqui, como o Sourvein e o Weedeater. A banda foi formada no meio da década de 90, e desde então lançou vários splits, alguns cd's de estúdio e até um disco ao vivo.

Gateway é o terceiro disco de estúdio da banda, e apesar de ser considerado por muitos o disco mais fraco deles, é certamente um bom disco, um dos melhores lançamentos de Stoner Doom da atual década, em uma pegada mais 'suja' do que as outras bandas tradicionais no estilo, chegando até mesmo a beirar o Sludge. Enfim, menos palavras e mais som.


Gateway

Gateway - 2002

01. Greenthumb
02. Stone a Pig
03. Sunnshine Green
04. 666lb. Bongsession
05. Trinity (Gigglebush)
06. Gateway
07. Keefmaster
08. Hashdealer


12 de out de 2008

Sourvein - Discografia


O Sourvein é uma banda norte-Americana (desta vez não é Californiana) formada no meio da década de 90, e em sua formação já passaram músicos de várias bandas reverenciadas tanto no Stoner quanto no Sludge (estilo predominante da banda).Liz Buckimgham (Electric Wizard; 13) chegou a tocar na banda, assim como membros de outras bandas como o Cr0wbar, Bongzilla, Buzzov*en, dentre outras.

A banda possui apenas 2 discos de estúdio, além de alguns EP's.
Postarei aqui os discos de estúdio, além de um dos EP's lançados pela banda, em breve devo postar o que está faltando.É uma banda que dispensa maiores apresentações, sendo merecidamente uma das maiores no estilo.

Salvation

Salvation - 2000

01. Salvation
02. Dirty South
03. Uneasy
04. Gone
05. Snakerunn
06. Plead the Fifth
07. Burial
08. Intake


Will to Mangle
Will to Mangle - 2002

01. Bangleaf
02. Sea Merchant
03. Blizzard
04. Black Zortak
05. Zeropath
06. 1% D.F.F.D.
07. Carve Blind (in Faith)
08. Dirgewine

Emerald Vulture

Emerald Vulture - 2005

01. Blessed
02. Emerald Vulture
03. Witch Rides Out...
04. Heart of Ebon


8 de out de 2008

Rwake - If You Walk Before You Crawl, You Crawl Before You Die

Bom, sobre o Rwake, acho que não há muito mais para se acrescentar.
Segue o álbum anterior ao que já foi postado, de 2004, If You Walk Before You Crawl, You Crawl Before You Die.
If You Walk Before You Crawl, You Crawl Before You Die

2004 - If You Walk Before You Crawl, You Crawl Before You Die

1. Dying Spiral Galaxies
2. Forge
3. Imbedded
4. Intro
5. Sleep and Forget Forever
6. Woodson Lateral
7. If You Walk Before You Crawl You Crawl Before You Die


Thanks to Norsk Kriger for providing the album!

2 de out de 2008

Melvins - Gluey Porch Treatments


Quando postei o Cathedral, disse que era a única banda das clássicas que faltavam. Cometi um grande erro.
Falar sobre Stoner/Doom em geral sem citar o Melvins (ou The Melvins, como preferir) é quase uma ofensa, não que eu havia esquecido, há tempos já tinha preparado esse post, mas até hoje tinha me faltado vergonha na cara pra fazer um upload decente e colocá-lo aqui.
O Melvins foi uma das mais vanguardistas bandas do planeta, foi formada em 83 nos Estados Unidos, e provavelmente deve ser a primeira banda de Stoner Doom, visto que o Black Sabbath não se limitava a tocar somente isso.
Uma certa influência Punk (até mesmo pós-Punk) é claramente notável em seu som, e isso faz com que eles também sejam uma grande referência para o Sludge, ainda que somente como grande influência.

Gluey Porch Treatments é o primeiro disco da banda, foi lançado no meio da década de 80, porém relançado posteriormente com algumas músicas (infelizmente não é essa versão que estou disponibilizando aqui, mas prometo algumas músicas demos/raras para breve), e consolidou de vez o Stoner como estilo.
Bom, palavras não são necessárias para descrever este que é um clássico. Com vocês: Melvins!


Gluey Porch Treatments

Gluey Porch Treatments - 1986

01. Eye Flys
02. Echo / Don't Piece Me
03. Heater Moves And Eyes
04. Steve Instant Neuman
05. Influence Of Atmosphere
06. Exact Paperbacks
07. Happy Gray Or Black
08. Leeech
09. Glow God
10. Big As Mountain
11. Heaviness Of The Load
12. Flex With You
13. Bitten Into Sympathy
14. Gluey Porch Treatments
15. Clippng Roses
16. As It Was
17. Over From Under the Excrement


Obs.: Vou viajar Sexta e só volto em Novembro, se algo der errado eu volto antes, mas o plano inicial é esse. Então cobrem do Dudu novas atualizações no site pela shoutbox ao lado.

PS.: To foreigners: I'm going to travel this month and I'll be back in November, so please leave a message in our shoutbox asking Dudu for new updates here.